Por Todos Os Meios Salva Alguns

1 10 2011

John MacArthur

O unico objectivo de Paulo ao fazer-se escravo de todos era para que eles fossem salvos. Ele não estava a tentar ganhar um concurso de popularidade. Ele não estava em busca de fazer-se  a ele próprio ou ao evangelho mais apelativo para eles. Todo o seu propósito era evangelistico. C. H. Spurgeon, ao pregar sobre 1ª a Corintios 9, disse:

“Temo que haja alguns que pregam com o objectivo de entreter homens, e enquanto pessoas possam ser juntadas em multidões, e os seus ouvidos possam ser coçados, e eles possam sair satisfeitos com o que ouviram, o orador fica satisfeito, e guardar as suas mãos, ele vai-se embora auto-satisfeito. Mas Paulo não se entregou para agradar à audiência e cativar a multidão. Se ele não os salvasse ele sentia que não valia a pena interessa-los. A não ser que a verdade trespassasse os seus corações, afectasse as suas vidas, e fizesse deles novos homens, Paulo teria ido para casa clamando, “Quem deu crédito à nossa pregação? e a quem se manifestou o braço do Senhor?”

Agora observem, irmãos, se eu, ou vocês, ou qualquer um de nós, ou todos nós, tivermos passado as nossas vidas meramente entretendo homens, ou educando homens, ou moralizando homens, quando viermos a prestar contas naquele grande ultimo dia estaremos numa condição muito triste, e teremos um triste registo para apresentar; pois que vale a um homem ser educado se ele está condenado? Para que lhe servirá ter sido entretido quando a trombeta soar. E a terra e os céus estiverem a tremer, e o poço abrir as suas mandibulas de fogo e engolir a alma não regenerada? De que vale para um homem estar moralizado, se ainda está, à esquerda do Juiz, e ainda, “Apartai- vos de mim, malditos,” será a sua porção?”(Spurgeon, “Soul Saving Our One Business,” The Metropolitan Tabernacle Pulpit, vol. 25, 674-676)

Esta é precisamente a minha preocupação com as pragmáticas estratégias de crescimento da igreja. O objectivo é atrair os sem-igreja. Para quê? Para entreter-los? Para conseguir fazê-los frequentar as reuniões regularmente? Tirar o “sem” dos sem-igreja não alcança nada de valor eterno. Demasiadas vezes, no entanto, é aqui que a estratégia para. Ou então é combinada com um evangelho reduzido que erradamente assegura aos pecadores que uma “decisão” positiva por Cristo é tão boa como a verdadeira conversão. Multidões que não são Cristãos autênticos agora identificam-se com a Igreja. A Igreja é assim invadida de valores mundanos, os interesses do mundo, e os cidadãos do mundo.

Por todos os meios devemos buscar a salvação dos perdidos. Devemos ser servos de todos,diferentemente para cada tipo de pessoas. Para Judeus como Judeu, para os gentios devemos ser como gentios; para as crianças como uma criança; e por aí fora para todas as facetas da humanidade. Mas o meio primário de evangelismo ao qual não nos atrevemos a fugir, a directa, Cristo-cêntrica proclamação da inadulterada Palavra de Deus. Aqueles que trocam a Palavra por entretenimentos e joguinhos descobrirão que não têm nenhum meio eficaz para alcançar as pessoas com a verdade de Cristo.

Original: http://www.gty.org/Blog/B110925                   Tradução: Fábio Silva

 


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: